Whisky e Charutos - O melhor amigo engarrafado do homem
Por Celso Nogueira

Vinicius de Moraes criou a famosa frase – Se o cachorro é o melhor amigo do homem, então o whisky é o cachorro engarrafado. Ao lado do tradicional cognac e do rum, o whisky destaca-se entre as preferências dos charuteiros, em termos de destilados.



A recomendação clássica une um bom charuto cubano, potente, encorpado, com mais de 40 de bitola, ao single malt mais puro e robusto que houver. Esqueça o gelo.

A combinação de uma dose de Lagavulin 16 anos com Montecristo 2, Bolivar Belicosos Finos ou Bolivar Royal Corona, um charuto Camacho ou o Partagas Lusitanias é primorosa.

O single malt parece se adaptar melhor aos charutos do que o blended, no geral. Mas um bom whisky sempre encontrará um charuto amigo com quem possa compartilhar a companhia de um humano.


Há quatro tipos de whisky escocês:

Single malt: destilado exclusivo de cevada, é o tipo mais nobre de whisky. Se for single barrel, vem de um único barril.
Vatted: mistura de dois ou mais single malts. Single malt, single barrel e vatted são todos pure malt.
Grain whisky: destilado de grãos, principalmente do trigo, milho e centeio.
Blended: o mais popular. Mistura de grains e single malts, normalmente possui na sua composição cerca de quarenta tipos diferentes. O blended standard não tem indicação de idade, sendo envelhecido pelo menos três anos. O mais consumido é o de oito anos.

Para os puristas o único verdadeiro whisky é o single malt (os radicais exigem o single barrel) escocês. Nada de similares irlandeses ou norte-americanos (o bourbon, por exemplo). Trata-se, porém, de uma questão de gosto pessoal. Tanto que o blended whisky domina o mercado mundial da bebida, talvez por ser mais suave.

Por isso, quando as pessoas falam em Scotch ou Scotch whisky, referem-se geralmente ao blended Scotch Whisky, uma combinação de whisky de malte (de cevada) com destilados de cereais. Embora os comerciais reforcem aspectos como tradicionais destilarias das Highlands, campos de cevada, turfa e barris de carvalho, a maior parte do conteúdo da garrafa é mesmo destilado de outros cereais. A proporção varia: nos mais baratos, não chega a 20%. Num blend de primeira, meio a meio.

A qualidade do blended whisky depende do teor de malt whisky e do envelhecimento. O processo de produção é simples, geralmente feito em larga escala. Depois do teste do malt whisky e do grain whisky, para confirmar sua qualidade, eles são misturados num tanque enorme, recebendo injeção de ar por baixo (roused), para aerar e garantir a perfeita combinação dos diversos tipos. A cor é corrigida com corante caramelo e o whisky misturado descansa de quatro a oito meses em tonéis de carvalho antes de chegar ao mercado.

Pode-se adotar uma regra geral e considerar que o whisky mais novo e suave harmoniza melhor com charutos leves, suaves e de pequenos formatos.

Portanto, no caso do blended whisky, os de oito a doze anos podem ser tomados com charutos brasileiros e dominicanos, que são em geral mais suaves.

Se o blend tiver mais de quinze anos de envelhecimento, como um Chivas Royal Salute (21 anos), aí já vale um Avo Domaine, Camacho ou Joya de Nicaragua. Curiosamente, o blend do Royal Salute, considerado um dos melhores já elaborados, é obra de um canadense. Samuel Bronfman, considerado um dos gênios do whisky, criou a mistura logo depois do final da Segunda Guerra Mundial, na Escócia, segundo o Brian Murphy, autor do livro The World Book of Whisky.

No entanto, assim como os melhores charutos usam tabacos selecionados de Vuelta Abajo, produzidos por gente experiente e apaixonada, como Alejandro Robaina e seus filhos, um whisky que usa um puro malte é insuperável.

Hoje a maioria dos produtores comercializa pelo menos um single malt em seu portfólio. Alguns oferecem meia dúzia de opções, nas quais variam a idade, tipo de madeira usada no envelhecimento e outros fatores.

As marcas mais tradicionais de single malts são Glenfiddich, Glenmorangie, Glenlivet, Glendrostan, Glen... é que a palavra Glen indica um tipo de vale escondido, em gaélico escocês.

O Laphroaig ficou famoso pelo sabor salgado, por ser feito à beira-mar, na ilha de Islay, como o Lagavulin, e não nas tradicionais Terras Altas (Highlands). Esse tipo de whisky parece ter uma afinidade especial com charutos.

As principais destilarias de whisky na Escócia são as seguintes, por região, com seus respectivos links, quando disponíveis:

Campbeltown
Glen Scotia, Mull of Kintyre
Springbank, Mull of Kintyre

Highland
Aberfeldy, Aberfeldy, Perth and Kinross (Midlands)
Auchroisk, Mulben
Balblair, Edderton/Northern Highlands
Ben Nevis, Fort William/Western Highlands
Blair Athol, Pitlochry, Perthshire
Clynelish, Brora/Northern Highlands
Dalmore, Alness/Northern Highlands
Dalwhinnie, Dalwhinnie
Deanston, Doune
Edradour, Pitlochry
Fettercairn, Laurencekirk
Glencadam, Brechin
Glen Garioch, Oldmeldrum,
Glengoyne Dumgoyne,
Glenmorangie, Tain/Northern Highlands
Glen Ord, Muir of Ord/Northern Highlands
Glenturret north of Crieff
Loch Lomond, Alexandria
Lochnagar Ballater ou Royal Lochnagar
Oban, Oban/Western Highlands
Pulteney Wick/Northern Highlands
Teaninich, Alness
Tullibardine, Blackford

Islands (menos Islay)
Arran, Lochranza/Isle of Arran
Kirkwall/Isles of Orkney
Isle of Jura, Jura/Isle of Jura
Highland Park, Kirkwall, Isles of Orkney
Scapa, Kirkwall, Isles of Orkney
Talisker, Carbost/Isle of Skye.
Tobermory, Isle of Mull

Islay
Ardbeg, Port Ellen
Bowmore, founded 1779, oldest Scottish distillery
Bruichladdich
Bunnahabhain, Port Askaig
Caol Ila, Port Askaig
Lagavulin, Port Ellen
Laphroaig, Port Ellen

Lowland
Auchentoshan Dalmuir
Bladnoch Wigtown
Glenkinchie, Pencaitland

Speyside
Aberlour, Charlestown-of-Aberlour
Allt-á-Bhainne, Glenrinnes
Ardmore, Kennethmont,
Aultmore, Banffshire
Balmenach, Cromdale
Balvenie, Dufftown
Benriach, Morayshire
Benrinnes, Banffshire
Benromach
Brackla, Nairn, ou "Royal Brackla"
Cardhu, Knockando
Cragganmore, Ballindalloch
Craigellachie
Dailuaine, Aberlour
Drumguish, Kingussie
Dufftown, Banffshire
Glenallachie, Banffshire
Glenburgie, Morayshire
Glendronach, Aberdeenshire
Glendullan, Banffshire
Glen Elgin, Morayshire
Glen Grant, Rothes
Glenfarclas, Ballindollach
Glenfiddich, Dufftown
Glen Keith, Keith
The Glenlivet, Ballindalloch
Glenlossie, Elgin
Glen Moray, Elgin
Glenrothes, Rothes
Glen Spey
Glentauchers Keith
Inchgower, Buckie
Knockando, Knockando
Knockdhu, in Huntly
Linkwood, sul de Elgin
Longmorn, entre Rothes e Elgin
The Macallan, Craigellachie
Macduff, Banff
Mannochmore, Elgin
Miltonduff, Elign
Mortlach, Keith
Speyburn
The Speyside
Strathisla, Keith
Strathmill
Tamdhu, Aberlour
Tomatin, Tomatin
Tomintoul, Ballindalloch
Tormore, Grantown N Spey


Celso Nogueira   Celso Nogueira - tradutor, editor e redator especializado em alimentos e bebidas, trabalha com marketing de relacionamento em uma multinacional e faz traduções literárias e gastronômicas, além de realizar palestras e conduzir degustações sobre gastronomia, cachaça e charutos. Foi um dos fundadores e atuou como diretor da confraria Cigar Club.

 

 
  Newsletter
Cadastre-se e receba nossas
novidades em seu email.
Nome:
Email:


 
     
  Charutos Personalizados
Comemore o nascimento de seu filho, casamento ou uma conquista de sua empresa com charutos personalizados.



 
     
   Telefones:  (11) 5096-2494 / 5041-1596
  © Copyright Charutos e Bebidas. Todos os direitos reservados.
  Qualquer reprodução deste material deverá ser feita com autorização.