A vodca pode ser feita até de batata
por Celso Nogueira

Depois do sucesso de diversas marcas de prestígio internacional, chegou ao Brasil a vodca polonesa Sobieski. Disputa um mercado em que se destacam marcas nacionais e internacionais como Smirnoff, Wiborowa, Absolut, Finlandia e Orloff. O mercado das vodcas é um segmento em ebulição. O consumo mundial e nacional de vodca está crescendo em ritmo acelerado, pois o produto é uma bebida universal, o que favorece a existência de marcas de vários países. No Brasil, o mercado movimenta R$ 864 milhões, vendendo 4,4 milhões de caixas de 9 litros anualmente. No mundo são vendidos 508 milhões de caixas.

vodcaSobieski é uma vodca premium produzida com álcool de cereais do país onde teria nascido a bebida, a Polônia. O cereal usado é o centeio dourado de Dankowski, colhido nos férteis campos de Masowsze, no leste do país. Esse propício terroir é reconhecido por sua extraordinária qualidade na elaboração de vodcas premium. O produto é o primeiro lançamento da empresa Francesa de bebidas Belvedere no Brasil, que adquiriu a brasileira  Dubar. O destilado é importado e engarrafado aqui, fazendo com que chegue ao nosso mercado com preço competitivo, cerca de vinte reais por garrafa de 750ml. A Sobieski é destinada ao público consumidor de vodca brasileira que gostaria de consumir um produto importado, de qualidade superior ao que está acostumado a beber. Atualmente os campeões em vendas no segmento das vodcas nacionais são a Smirnoff e a Orloff. A Sobieski vem permitir o upgrade deste consumidor. Uma vodca importada custa no Brasil, em média R$ 50, em garrafa de 750 ml.



Homenagem ao rei


O nome Sobieski é uma homenagem ao último grande rei de Polônia, Jan III Sobieski, que governou de 1629 a 1696. Este rei foi reconhecido por sua coragem e gênio forte, sendo chamado de "Leão da Polônia".



História

O aparecimento da vodca deu-se há mais de 800 anos. No entanto, atingiu o auge da sua popularidade depois de 1940. O nome vodca deriva da frase russa "Zhiznennia Voda", que significa "Water of Life" (água da vida). A palavra vodca foi mais tarde adotada. Os poloneses reivindicam para si a origem do nome vodca (woda).

Consta que no século XI, na Pérsia, produzia-se um destilado semelhante à vodca. Mas os russos afirmam que a vodca foi uma descoberta deles e que o seu aparecimento se deu no ano de 1300, num local chamado Fonte de Viataka. A vodca popularizou-se também rapidamente na Finlândia e Polônia. Neste último país a vodca era apenas utilizada pelos monges, farmacêuticos e famílias nobres. Só no século XVI o segredo do fabrico da vodca passou a ser conhecido entre os poloneses.

Mais tarde, em 1780, o Czar da Rússia contratou um químico, Theodore Lowitz, para encontrar uma fórmula que tornasse esta bebida mais higiênica e pura. Lowitz inventou a técnica da purificação da vodca, filtrando-a através do carvão. Quarenta anos mais tarde, a família Smirnoff, de Moscou, fundou uma companhia que aperfeiçoou este sistema e simultaneamente deu seu nome a uma das vodcas mais famosas no mundo.



Como é feita a vodca

vodca

A vodca inicialmente era considerada um espírito proveniente da batata. Atualmente entram na sua composição diversos cereais, como o milho, trigo, centeio e cevada. Nalguns países a vodca é ainda produzida a partir da batata ou com uma grande porcentagem de batata (Polônia, Rússia e Noruega). A Smirnoff tem na sua composição uma maior porcentagem de milho, a vodca norueguesa Vikin Fjord, tem com base a batata, a Wyborowa tem no rótulo a designação Grain (cereais).

Os cereais são misturados e cozidos a alta pressão e em seguida espalhados num local próprio, onde são esfriados e recebem adição de água. A esta mistura junta-se malte ou enzima para que a fécula se torne açucarada. Na fase seguinte são adicionadas leveduras e outros produtos fermentados, em quantidades e num processo semelhante ao do fabrico do whiskey (Bourbon).

A mistura final é destilada pelo processo Patent Still ou Continuous Still (fogo direto) a temperaturas elevadas, afim de extrair todos os possíveis sabores ou aromas dos produtos usados na mistura. Quando sai do alambique a vodca tem normalmente 95º.



Purificação

O processo Patent Still tem, geralmente, duas colunas: uma para a destilação e outra para retificação. Quando se usa para destilar espíritos neutros (ver Aquavit) deve ter mais uma coluna que serve para a purificação. No caso da vodca, este processo não é ainda suficiente, sendo na maioria dos casos filtrada através do carvão. A vodca não requer qualquer envelhecimento.

A graduação das vodcas varia entre os 37,5º e os 50º. A Smirnoff tem dois tipos: Blue Label e Red Label (rótulo azul e rótulo vermelho). O primeiro tipo tem uma graduação alcoólica de 50º e destina-se a um tipo específico de consumidores. A Red Label normalmente tem 37,5º ou 40º, conforme o país onde é produzida. A vodca Finlândia tem também duas versões: a Black Label (rótulo preto) com 40º e a Silver Label (rótulo prata) com 50º.



Tipos de vodca

Aparentemente existe um tipo só de vodca, e parece que toda vodca é igual, mas existem diversos tipos e marcas:

Vodcas Polonesas: Produzidas, as de maior renome, nas cidades de Gdansk, Kraków e principalmente em Poznan. Para estas vodcas, na maioria dos casos fazem-se três destilações para maior suavidade.

Wyborowa: É uma das clássicas polonesas, das mais conhecidas no mercado, que aparece em duas versões: Blue Label (a mais forte), 42º, e a Red Label, 38º. No fabrico de ambas predomina o centeio.

Zubrówa: Faz parte das flavored vodcas. Nela está incorporado o gosto da relva do Parque Nacional de Bialowieza, onde pastam habitualmente búfalos de uma raça especial. A relva verde é para transmitir a força e a intensidade características dos búfalos da zona. Esta vodca é suave e macia ao beber. A sua cor é verde pálido. Nalguns setores erradamente esta vodca é considerada russa, sendo polonesa.

Starka: É outro tipo de vodca, também invulgar. Apresenta-se em cor castanho-dourado e é envelhecida em barris. Antigamente era colocada para envelhecer quando nascia a filha de um casal e apenas bebida na festa do seu casamento. Hoje é raro manter-se esta tradição.
A esta vodca adiciona-se vinho espanhol Málaga para a tornar mais suave, dar-lhe cor e tirar-lhe o acentuado sabor a centeio.

Krakus: vodca de fina qualidade, produzida à base de centeio, é adocicada, incolor, e o seu paladar é suave. Graduação alcoólica de 40º.

Luksusowa: Costumam chamar-lhe a vodca de luxo polaca. Produz-se à base de batata. Apresenta-se incolor e tem um paladar adocicado. A sua graduação alcoólica é de 44º.

Jarsebiar: Esta vodca é aromatizada com romãs. A sua graduação alcoólica é de 40º.
Existem ainda na Polônia algumas vodcas a que se adicionam nozes verdes, cerejas e outros frutos, consoante o paladar ou aroma que se pretende.

Vodcas russas:
A vodca Smirnoff, originária da Rússia, não pode ser considerada como russa, pois é produzida sob licença em diversos países. A Rússia tem, no entanto, outras marcas e tipos de vodca famosas como Stolichnaya e a Moskovskaya. A Russkaya, pouco conhecida fora da Rússia, também é uma vodca clássica.

Pertsovka: É um tipo de vodca vermelha escura a que se adiciona pimentão. O seu aparecimento deve-se a Pedro, O Grande, que tinha por hábito polvilhar a vodca com pimenta preta antes de a beber. Esta vodca é consumida por um tipo especial de bebedores, considerados ousados.

Krepakaya: Esta vodca faz parte do grupo das Grain vodcas. É bastante forte. A sua graduação alcoólica é de 56,5º.

Vodcas inglesas: As vodcas inglesas têm fama de qualidade. São, regra geral, incolores e inodoras. Utilizam-se muito em mixed drinks e cocktails. Na Inglaterra a vodca líder no mercado é a Smirnoff, seguida da Vladivar.

Algumas das vodcas que se fabricam na Europa e nos Estados Unidos têm nomes russos. No entanto, essa é apenas a única relação que têm com a Rússia, exceção para a Smirnoff (e algumas outras) que é realmente de origem russa.

A vodca Sueca Absolut, que produz quase todos os tipos de vodcas, lançou há pouco tempo a vodca Absolut Kurant aromatizada com groselhas.

A vodca pode ser tomada pura, gelada, ou misturada a outras bebidas e frutas, em coquetéis, como os citados a seguir:





Bloody Mary para festas

Ingredientes

4 e 1/2 xícaras (chá) de suco de tomate
3 xícaras (chá) de vodca;
2 colheres (chá) de molho inglês;
Sal e pimenta-do-reino, moída grossa a gosto;
Molho de pimenta a gosto;
Cubos de gelo;
2 limões cortados em 4 fatias cada um.

Preparo:
Numa jarra grande, misture os primeiros 6 ingredientes, cubra e leve à geladeira.
Quando for servir: Mexa a mistura e divida-a entre os copos altos, com gelo.
Esprema 1 fatia de limão em cada copo, mexa o Bloody Mary e sirva gelado

Nota:  Pode preparar na hora de servir ou fazê-lo com 1 dia de antecedência.



Old fashioned - coquetel - 1

Ingredientes

1 colher (chá) de açúcar 
Algumas gotas de angostura;
1 colher (sopa) de água;
Gelo picado;
1 e 1/2 dose de vodca
1 cereja ao marasquino;
1 fatia de laranja ou espiral em casca de limão para enfeitar.

Preparo:
Num copo, coloque o açúcar com a angustura e a água e mexa bem.
Coloque o gelo até encher o copo e por cima desse despeje a bebida escolhida.
Enfeite e sirva com o mexedor.

Amigo urso

Ingredientes

1 lata de creme de leite (sem o soro) 
1 lata de leite condensado;
A mesma medida (na lata acima) de vodca;
1 colher (café) de noz-moscada.

Preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador.
Acrescente gelo picado a gosto e sirva a seguir.



Celso Nogueira   Celso Nogueira - tradutor, editor e redator especializado em alimentos e bebidas, trabalha com marketing de relacionamento em uma multinacional e faz traduções literárias e gastronômicas, além de realizar palestras e conduzir degustações sobre gastronomia, cachaça e charutos. Foi um dos fundadores e atuou como diretor da confraria Cigar Club.

 

 
  Newsletter
Cadastre-se e receba nossas
novidades em seu email.
Nome:
Email:


 
     
  Charutos Personalizados
Comemore o nascimento de seu filho, casamento ou uma conquista de sua empresa com charutos personalizados.



 
     
   Telefones:  (11) 5096-2494 / 5041-1596
  © Copyright Charutos e Bebidas. Todos os direitos reservados.
  Qualquer reprodução deste material deverá ser feita com autorização.